quarta-feira, 27 de agosto de 2008

FACTOS

21 Agosto 2008

Continuando a estoria...
Trabalho com 3 pessoas; 2 matrioskas e um patrioska. Sinceramente, não gosto nem desgosto deles. Nunca me fizeram mal.
Uma delas, a mais nova, um dia veio-me dizer que a outra andava a dizer mal de mim aos chefes. Tentei tirar coisa a limpo falando directamente com o chefe. Contei-lhe tudo exactamente como se tinha passado, o que ela me dissera, tudo! E ele disse que nunca tinha havido nenhuma conversa. Fiquei sem saber o que pensar porque, a miuda mais nova, não me parece pessoa capaz de armar confusões. Então, sem saber o que fazer, pensei; ela pode realmente andar a dizer mal de mim, mas pensando bem, o que é que ela pode dizer? Nunca fiz nenhum mal! Não tem grande coisa para dizer. Então, nunca mais falei no assunto.

Fiquei outro dia a saber que sou aunica portuguesa com quem estas raparigas se dão. Estão aqui há 3 anos as duas e nao se dão assim diariamente. Não conhecem musica portuguesa, não vêm televisão portuguesa; têm parabolica e vêm canais russos e romenos.

Tenho-lhes ensinado algumas coisas sobre Portugal. Principalmente a esta que trabalha aqui ao meu lado. Já lhe ensinei onde ficava o cu de Judas. Ela sabia quem era Judas e o que era o cu, então foi facil. Ela entendeu.

Ontem expliquei-lhe o que rima com Abreu e com Almeida. Ela é uma rapariga esperta e também percebeu. A. é uma rapariga com 36 anos, cabelo comprido, nem gorda nem magra. Pela cara ve-se que só pode ser de Leste. Gosta de se vestir bem, e sabe. Tirando os sapatos. Não tem muito bom gosto.

Ah! Está convencida que a mulher do director é puta de luxo. Ja andou á procura dela no site de putedo da minha comadre ( que tem uma casa de putas), e noutro de um ex colega meu que também tem putas para alugar. Realmente, pensando bem, ela até tem tipo disso!
É loura, cabelo comprido liso, muito bonita e veste-se muito bem. Passa muito tempo fora de Portugal, em Italia. Ele fica cá sozinho. Agora ela esta em Palma de Maiorca juntamente com outra que veio aqui comprar o bilhete. Linda também, morena, com uma alta mini saia. Mesmo do tipo das miudas que trabalham para a minha comadre. A minha comadre diz que muitas das que trabalham para ela sao casadas. Vai na volta....

P. tem 30 anos, cabelo claro, pelo pescoço e pele muito clara. Também não é gorda nem magra. Esta miuda vive para trabalhar. Trabalha aqui até as 18h30, depois vai para outro lado. Sabados e Domingos também trabalha. Veste-se à 90's e acho que ás vezes não deve tomar banho. Aparece aqui com o cabelo todo oleoso. A não ser que na Moldavia acreditem que quando se está com o periodo não se deve lavar o cabelo! Foi ela que disse que a outra falava mal de mim. As combinações de roupa que faz são de morte! Andámos a tirar um curso com outros agentes de viagens. Toda a gente ia almoçar junta, excepto ela. Levou a marmita e ia comer para o parque Eduardo VII! Nunca a vi gastar 1 tostão! Mora numa casa com o marido, que divididem com mais 3 familias moldavas e paga 150 Eur por mês. O resto do guito deve ser para guardar. Como ela diz : " tem que ser agora que somos novos, depois é tarde demais".

Enfim... filosofias!

E hoje descobri que a minha comadre, para além de ter uma casa de putas a meias com o ex marido, também faz trafico de droga.

Como tal, está completamente fora de questão o convite que ela me tinha feito, de ser a guardiã das meninas numa casa prestes a abrir cá em Lisboa. A minha missão seria manter a casa arrumada. Só. Ver se as meninas deixavam os quartos arrumados para a proxima utilização.E o ordenado, pelas promessas, devia ser excelente. Mas com droga pelo meio....

Esta também! Namora com o traficante que, segundo ela; "é muito boa pessoa". Claro que sim! Só vende droga! E está apaixonada por um ex stripper que ela diz achar que tem sida!.

Mas só eu é que sou normal?

Sem comentários: