quinta-feira, 11 de setembro de 2008

ROUPAS NOVAS

Como precisava de espaço nos armários lá de casa, fiz uma limpeza.

Perguntei à matrioska junior se conhecia gente que precisasse de roupa minha que eu já não uso. Disse que sim , para eu levar que ela mesma, se lhe servisse, usaria.

Limpei as gavetas e alguns armários e 3 sacos cheios, a abarrotar, de roupa minha e do meu marido.

Quando cheguei à agência disse-lhe " olha não se como vais levar isto tudo para casa, se calhar é melhor levares um saco por dia, é muita coisa e vais de transportes". Ela mora em Sintra. De Lisboa até Sintra é um esticão! "Muito obrigada, muito obrigada" Dizia-me ela. Até um abraço me deu. Oh céus! Mas será possivel que ela não tenha mesmo dinheiro? Não posso crer. A mulher trabalha que nem uma mula! Não gasta nada! Ela tem que ter dinheiro. Deve ser é tipo tio Patinhas.

Há muita gente em Portugal que precisava mais da minha roupa usada do que ela. Mas o facto é, caros leitores, que eu precisava de lavar a vista. Já não podia mais olhar e ver sempre o mesmo cenário de matrioska vestida à 80's. Já não dava. Ao menos assim vai passar a usar roupa do inicio do século XXI. Porra mesmo assim já lá vao oito anos. Bem ao menos não são vinte, são oito!


No fim do dia, heis a surpresa; levou os 3 sacos a abarrotar de roupa. Sim, sim...levou! E lá foi, qual lavadeira dos anos 20, mas de metro e comboio e não de carroça como nos velhos tempos. Nem queria acreditar.

De manhã já me agradeceu do fundo do coração, pois dei-lhe muitas coisas boas. E que Deus me ajude do outro lado ( palavras dela). Estou comovida.

Sem comentários: