quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

RECORDAÇÕES DE NATAIS MAIS LEVES




Para quem tem menos de 25 anos, provavelmente este video não signifca nada.
Para mim, é a recordação de um tempo em que a vida me pesava menos. Não havia a prestação da casa, a ginástica que tenho que fazer para o ordenado chegar ao final do mês, o jogo de cintura que tenho que fazer para o cabrão do moldavo me pagar o subsidio de Natal....e o de férias.

Não havia a idade que já pesa nos meus pais, a consciência de que posso ficar sem eles dentro de menos tempo do que gostaria. Olho-me ao espelho e parece que o tempo não passou assim tanto, mas quando olho para eles...custa-me a crer que há bem pouco tempo, estavam aí cheios de vitalidade, a repreender-me pelas merdas que fazia. Custa pensar que, se calhar no ano que vem, já não tenho o meu pai no Natal. Nunca tive medo de ficar sozinha no mundo, mas ultimamente esse fantasma assombra-me frequentemente. Sempre tive quem olhasse por mim e agora, sou eu a olhar pelos meus filhos. Sou eu a pessoa crescida que nunca pensei que pudesse vir a ser. Aos 39 anos penso que cheguei à idade adulta.

Tenho saudades de ser mais leve. A responsabilidade pesa.

Hoje estou assim. Uma gata nostalgica.

14 comentários:

Afrodite disse...

Como te entendo e esta época do ano ainda nos deixa mais conscientes para isto tudo...os pais estão a envelhecer com uma rapidez estúpida...e nós também :(. Quantos sonhos deixamos para trás? Quantas pessoas? E as coisas que nunca dissemos e que talvez já nem voltemos a poder dizer? Pois...também ando assim :(!

Abreijinhos linda e upa para nós as duas que bem precisamos ;)

Victor Afonso disse...

Lembro-me bem deste tempo...

korrosiva disse...

Dá vontade de abanar os miúdos de agora, passam pelo que deve ser o melhor tempo da vida deles sem usufruir o bom da idade, cheios de pressa de serem "crescidos"...

beijinhos

Arthur disse...

não consegui ver o video, mas compreendo bem o sentimento do texto....

Miguel disse...

eu com menos idade que tu já sinto esse peso...

parece quando era miúdo, quem me dera chegar aos 18... quando chegamos aos 20 queríamos era ter 14 :P

enfim..

beijinho

Da gordura à formosura disse...

O video acho que nunca tinha visto, mas a música acho que ainda hoje está muito presente para todos.
Percebo-te bem no que falas acerca dos teus pais. Comigo passa-se a mesma coisa, mas em relação aos meus avós, principalmente o meu avô. Não tenho filhos, mas os meus avós são a minha responsabilidade. Está certo que não sou eu que estou a sustentar a casa, até porque, em virtude do meu avô não estar muito bem, alguém tem que estar sempre de olho nele,e esse alguém sou eu. É por eles que eu ainda não segui com a minha vida. Não estou a reclamar nem a culpá-los. Ninguém tem culpa! Mas não me sinto capaz de os "deixar" assim, sozinhos, sem ajuda (os meus pais trabalham)...
Não os quero perder...

Maldonado disse...

Lembro-me bem do tempo desta música, era eu um miúdo inocente.
Realmente o tempo passa depressa, e em consequência disso uns crescem e outros morrem. É a lei da vida, não podemos fazer nada quanto a isso. :(

jorge_m. disse...

Olá,

eu ainda tenho 22 anos, mas sinceramente o mundo passa tão rápido, que eu às vezes também me ponho a pensar nessas coisas, e a fazer contas, é estranho... é a vida, e cada vez parece que os anos passam mais depressa, também tenho saudades de ser criança e não ter nada para fazer, e 1 dia era uma eternidade apesar de estar sempre ocupado a brincar e a fazer disparates! :P

bjs

Nelson disse...

Maninha...se há alguém que te compreende sou eu...até para a a semana.

jg disse...

Este vídeo é do tempo em que recessão era uma palavra desconhecida e aplicada apenas em termos históricos.
E tambem sou desse tempo. Se sou!!!

tronxa disse...

xiiii... ja la vai tanto tempo...

acho que todos sentimos saudades do tempo de criança, mas a verdade é que tento que os meus filhos tambem sintam saudades deste tempo em que agora estamos... nao porque quero que eles se sintam tristes, mas porque gostava que eles o recordassem como tendo sido uma bela infancia, e acho que nisso ate estou a fazer um bom papel!

upa gata!! que esta época, embora seja tambem de nostalgia, é sempre uma época de esperança... nem que seja de um mundo e vida melhores, nos tempos que aí vêm!

feliz natal para ti e para os teus!!

bjnhs

PS: sorry de ter vindo meter os bigodes no teu espaço... mas eu sou como os gatos!! so espero que a curiosidade nao faça o mesmo que se diz fazer a eles!! ehehe

Storm disse...

Entendo-te tão bem... e lembro-me tão bem do vídeo
beijo
Bom natal!

Cadinho RoCo disse...

Temos dias que comprimem mais a gente.
Cadinho RoCo

Cpt Jack Sparrow disse...

Que saudades destes tempos, dos belos Natais dessa época e da boa musica que se ía fazendo.
Parabéns pelo teu blog.