sexta-feira, 14 de novembro de 2008

PASSAGEM DE ANO 1997-1998

Hoje trago-vos uma estória passada antes do meu ingresso na vida real. Ou seja, tudo se passou há 11 anos atrás numa passagem de ano com amigos na Nazaré. Foi a passagem de 1997 para 1998. O meu último ano como gata avulsa sem filhos nem marido.
Fui com 3 amigos passar a passagem de ano à Nazaré. Alugámos um apartamento e fizémo-nos à estrada. Eu tinha 28 anos, a minha amiga L. tinha 30, a B 31 e o A. 28. Ah! E havia um gato, o Pantufa, que tinha poucos meses de vida, aquisição de L . Eu e L eramos as duas miudas solteiras e boas raparigas. L. era testemunha de Jeová, tinha perdido a virgindade aos 26 anos, não bebia nem fumava. Em 1997 havia um ano que não tinha sexo com ninguem. A escolha da Nazaré tinha sido minha pois tinha esperança de vir a cair nos braços da minha paixão da faculdade, o Nelson. Um moreno lindo que me tirava do sério. Mais tarde veio a revelar-se um fiasco sexual, mas isso já é outra história. Ora bem, logo na primeira noite, de 30 para 31 apanhámos todos, incluindo L uma narsa brutal. À meia noite estávamos todos na praça principal da Nazaré, eu com o Nelson numa marmelada pegada e ...não sei que se passou nesta passagem de ano, a minha amiga L. , heis que a vejo com uma garrafa de cerveja na mão e um cigarro na outra. Quem, meus amigos, quem, começa a fumar aos 30 anos????
Guardo recordações que nunca vou esquecer desta passagem de ano. Lembro-me de acordar no dia 1 de Janeiro de 1998 à 1 da tarde com o Pantufa a cheirar-me e eu deitada ao lado de L, com uma dor de cabeça inacreditavel. Durante 4 dias andámos movidos a alcool. Saíamos de casa para almoçar todos os dias por volta das 3 da tarde e, logo aí, começava o consumo de cerveja que durava até madrugada dentro.
A ultima noite foi a mais memorável. Íamos todos os dias a uma discoteca chamada Saidustress, onde velhas de 7 saias dançavam juntamente com pessoal jovem. Aí L conheceu um gajo que achou interessante e toca de curtir com ele, completamente bebeda. Acontece que só passado algum tempo de estar com o dito, é que reparou que ele tinha os dentes da frente todos podres. Vai daí, toca de fugir do gajo. Passada um hora, mais ou menos, estava eu de curte pegada com o Nelson e heis que olho para o lado e deparo-me com L a curtir com outro tipo. Fonix! Como é que é possivel ?! No espaço de 2 horas, 2 tipos diferentes. Nessa noite fomos para o apartamento, eu com o Nelson, L com esse gajo e B. com A. B e A eram um casal, namoravam há 2 anos na altura. Ficaram com o único quarto da casa. L, ficou com o tal gajo na sala e eu e o Nelson ficámos com a casa de banho. Foi aí que o amigo Nelson se revelou um fiásco sexual. Partimos o lavatório, mas a coisa ficou muito aquem das minhas espectativas. Dei o desconto de ser por causa do alcool mas, mais tarde sóbrio, a performance dele não melhorou em nada. 1,2 3 já está! Fonix! O divertido da situação é que, de ouvido à escuta na porta da casa de banho, podiamos ouvir a cama da sala a ranger e a fivela do cinto da L, tlim tlim, ritmadamente. B e A também estavam de ouvido à escuta na porta do quarto.Ou seja, a nossa amiga testemunha de Jeová, foi a grande estrela da noite.
Mesmo assim L. negou, durante meses que se tivesse passado alguma coisa. Como se fosse possivel negar!
E foi assim em 1998 a minha despedida de gata avulsa e o ingresso na vida real. A vida de nós os 4 mudou nesse ano. Nunca mais foi a mesma coisa.
Ficam as recordações.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

NOVO NOME

Com tanta codrilhice que há neste blog, achei que Lingua de Gata é um nome mais adequado a tanta maldicência.

Espero que gostem.

Miau para todos.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

PORTUGAL 1 - MOLDÁVIA 0

Andei um tempo mesmo f...... com o meu chefe pelo que ele está a querer fazer connosco. Então, caída do céu, surgiu a oportunidade de lhe dar uma paulada na cabeça. Heis aqui de seguida, copy paste do skype da conversa que tivemos. Os erros ortográficos são dele. Mesmo assim para um lindinho de leste, já escreve muito bem.
Chefe - Quero saber a tua opiniao sobre os novos cartões de visita. receba os ficheiros, p.f.
Eu - Tá fashion
- Não achas a combinaçao das cores, muito sobrio
- Acho sÓbrio e por isso mesmo bonito, nada de cores garridas, assim parecemos uma agência séria
- Jesus. entao antes nao eramos?
- As pessoas não nos veem como uma agência séria. Desconfiam e por isso acho que assim está bem. Estamos a transmitir a imagem que precisamos. Sabe o que me dizem quando digo que trabalho aqui? Não vai gostar de ouvir.
- As pessoas, tas a referir os colegas de outras empresas do mesmo sector?
- Sim. E outras pessoas minhas amigas. Perguntam : o que é isso?- E eu respondo-É uma agencia de viagens, moldava- eles perguntam; e pagam-te? - Eu digo - Até agora não tenho que me queixar.
- Isto e normal que as pessoas falem, a empresa ainda e jovem, em vias de expansao. e nunca mais dizes que e uma empresa moldava
- Mas é. A origem é moldava e depois o seu nome, quando perguntam quem é o director, é um nome de leste.
- Mas a empresa tem nome, eu não sou a empresa.
- Pois mas é assim. Por isso acho que estão bem cartões de visita , não mude nada, está optimo.
- Ok. em relacao a empresa, estamos conversados? a partir de hoje comecas a dizer que a empresa e portuguesa, apareceu a pouco tempo, tem potencial, recebes em termos, tudo na melhor onda. e depois vais ver como as pessoas irao falar. a imagem da empresa depende em parte dos seus funcionarios
Ah pois é! Ainda no dia anterior apertei com ele para saber quando recebiamos o subsidio de Natal e foi um custo para lhe arrancar uma data. A minha colega moldava diz que costumam receber no fim de Dezembro. Fonix! Eles são Ortodoxos. O meu Natal é a 25 de Dezembro!
Então já para o entalar perguntei : Chefe, recebemos o subsidio de Natal no fim de Novembro ou na primeira semana de Dezembro? Ele bem tentou fugir à resposta, mas lá teve que responder que era na primeira semana de Dezembro.
De qualquer maneira já tenho um discurso preparado para o caso do subsidio não estar na minha conta até dia 10 de Dezembro. Dia 10 sim, para ter a certeza que recebo antes de dia 15;
- Chefe, quem é que não me quer pagar o subsidio de Natal? É você ou o Big boss da Moldávia? É só para saber de quem é que faço queixa no Tribunal do Trabalho.
Ah pois é! Tuga que é Tuga, não perdoa à Mafia de Leste!