quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

A MARIA LÁ DE CASA

É a minha magnifica empregada 2 vezes por semana. Senhora dos seus 60 anos, uma vida sofrida, 4 filhos, todos casados, viúva. Segundo o meu pai; a mulher com que qualquer homem gostaria de acabar os seus dias. Dedicada, trabalhadora, discreta. Tem propriedades de familia lá na terra, boa dona de casa, enfim, um primor.
A pobre senhora ficou viúva há mais ou menos 5 anos e, suspeito que, desde aí que não sabe o que é um homem. Provavelmente mesmo antes de ficar viúva, já não devia conhecer um homem, no sentido biblico, há bastante tempo. Há um taxista que já a topou quando sai de casa, na Zona J de Chelas para apanhar o autocarro. Segue-a para todo o lado quando pode. Tenta pagar-lhe cafés quando a vê entrar num. A Dª Maria está em grande.
Gosto muito dela. Já a conheço desde os meus 15 anos. Herdei-a da minha mãe. Faz-me um bocado de confusão imaginar que a pobre mulher anda a ser perseguida por um taxista tarado! Sempre a imaginei como um ser mais ou menos assexuado.
Há um tempo atrás evitei que tivesse um ataque cardiaco. Vi jeitos de chegar a casa e a encontrar prostrada no chão. Disse-lhe para me arrumar todas as gavetas e armários da casa ( eu sou o caos em pessoa!). Como tal, tive que esconder o Big Jelly no carro. Já contei aqui esta estória. O carro acabou na oficina com o Big Jelly lá dentro. Rezo para o mecânico não ter aberto o saco!
Agora escondi-o num armário alto onde ela não mexe habitualmente, penso eu...
Meus Deuses! Será que ela já alguma vez o encontrou e sabe que ele existe????

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

MAMAS DE GATA

Como já vos disse anteriormente, tenho 2 filhos. Um deles é um pestinha com um ano, a outra uma criatura com 7 anos, uma santa.
Chama-se Ana.
Vou deixar-vos aqui alguns relatos de cenas divertidas que ela disse até agora.
Depois dela nascer, emagreci muito. Fui emagrecendo aos poucos e quando ela tinha 3 anos eu pesava à volta de 46 kg. Tendo em conta que tenho 1,61, estava um espeto. Belos tempos....
Nesta altura estava um dia a minha cunhada em cuecas a engomar uma peça de roupa, quando ela passa por trás, dá-lhe umas palmadadinhas no rabo e diz:
-Cu gordo da tia. A mamã não tem! - Claro que isto dito com aquele arzinho inocente de bébé, foi de morrer a rir.
Noutra ocasião, também com a mesma idade, 3 anos, levei-a à piscina do ginásio. Estávamos a vestir-nos quando ela, de pé em cima de uma cadeira enquanto eu a penteava, apontou com o indicador para uma rapariga de seios fartos e disse:
- Mamas...a mamã não tem. - E disse isto de modo a toda a gente ouvir, com as palmas das mãos pequeninas viradas para cima " a mamã não tem" e um ar de infelicidade estampado no rostinho. Fonix!!!! Claro que eu fiquei vermelha que nem um tomate e toda a gente se riu.
Mais recentemente, já com 7 anos, fomos um dia as duas às compras. Entrámos na minha loja de eleição: MANGO. Estava lá um vestido lindo. Fui experimentar. Ela entrou comigo para dentro do provador. Quando já estava com o vestido, mas com um ar desolado a olhar a minha imagem no espelho, diz-me ela:
- Estás tão bonita mamã.
Eu sorri e respondi:
- Não estou nada Ana. Então não vês que a mamã parece uma tábua de engomar, nem mamas tem! O vestido fica-me mal.
Ela olhou para mim e disse, alto demais, toda a gente dos outros provadores ouviu:
- Oh mamã, como é que as tuas mamas desapareceram?
Fiquei para morrer.... respondi:
- Um dia a mamã explica-te, quando fores mais crescida.
E demorei mais um pouco dentro do provador a vestir-me. Saí de fininho com ela pela mão.
A inocência das crianças é um must! E a curiosidade, essa, mata esta gata!

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

EU GATA, ME CONFESSO..

A minha amiga deste blog http://quilosparaquevosquero.blogspot.com/ desafiou-me para isto:

O desafio chama-se 7 pecados.

1) Gula: consiste em comer além do necessário e a toda hora;
2) Avareza: é a cobiça de bens materiais e dinheiro;

3) Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa;

4) Ira: é a junção dos sentimentos de raiva, ódio, rancor que às vezes é incontrolável;

5) Soberba: é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha auto-suficiente;

6) Luxúria: apego aos prazeres carnais;

7) Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico.


E eu aceitei.

Aqui ficam as minhas confissões de gata parda;

1 - Não tenho este pecado. Aliás, quando vejo muita comida, geralmente perco o apetite.

2 - Tenho este pecado, mas simplesmente porque NÃO TENHO GUITO E PRECISO! MUITO! É normal cobiçar coisas que se precisam muito.

3 - Sim, tenho que confessar que invejo coisas que outras pessoas têm. Por exemplo; alguém que tenha grandes mamas, eu invejo porque só tenho um 30 ( poder-se-à chamar mamas a isto?); Invejo alguém que seja capaz de pintar e desenhar bem. Sou uma azelha, eu! E invejo o Belmiro de Azevedo, por razões obvias!

4 -Também tenho este pecado. Há 3 anos atrás eu odiava TANTO TANTO TANTO, a minha directora de operacões que sonhei várias vezes que a estava a matar com uma faca de cozinha. No meu sonho dava-lhe várias facadas e ela gritava de dôr e desespero. Eu tirava um prazer imenso deste sofrimento. Tão grande que quando chegava ao trabalho no dia seguinte olhava para ela e sorria morbidamente. Cheguei a consultar um psiquiatra por causa disto. Achei que me estava a transformar numa assassina fria e calculista como as do CSI. Ele deu-me uns ansioliticos e comprimidos para dormir. Mas este ódio profundo ainda vive dentro de mim apesar de já não trabalhar com ela. Os sonhos passaram mas ainda penso nela. É assustador...

5 -Deste mal, não sofro. Pelo contrário. Preciso muito da ajuda de outras pessoas.

6 -Tenho muito deste pecado. Muito mesmo. Alguém lá em casa é uma criatura muito satisfeita. Só não é mais por falta de tempo. Acho muito mal que a Luxúria seja um pecado! Uma palavra tão bonita...luxúria. Há poucas palavras que soam tão bem como esta!

7 - Sim, sim, tenho momentos de grande preguiça. Infelizmente são poucos. Gostaria que fossem mais.

Conclusão: sou uma pecadora do pior! Mesmo quando não estou a pecar, estou a pensar nisso...Fonix!

E agora, como mandam as regras deste desafio, passo-o a 8 blogs. Espero que se confessem como eu o fiz:

Menina Bem Comportada http://meninabemcomportada.blogspot.com/

Andreia do Flautim: http://andreiadoflautim.blogspot.com/

O Pecado Mora Aqui: http://o-pecado-mora-aqui.blogspot.com/

Agente Provocadora: http://agenteprovocadora.blogspot.com/

Leite quente com bolachas http://leitequentecombolachas.blogspot.com/

Ternura dos Quarenta: http://ternuradosquarenta.blogspot.com/

Libido Dominendi: http://nelsonalexxx.blogspot.com/

Cartas à Filosofia: http://cartasafilosofia.blogspot.com/



Espero ler as vossas confissões em breve.

Asta la vista!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

MALES DE ESTOMAGO



Já vos falei aqui da minha obsessão pelo ginásio.


Se não vou lá pelo menos duas vezes por semana, dou em doida!

Estive de folga na quinta e na sexta feira. Como sempre acontece nestes casos, logo que o povo que me rodeia fica a saber que estou de folga, heis que surgem logo 1001 coisas em que, acham eles, já que não tenho nada que fazer, posso ajudá-los. Fonix! Esquecem-se que vão ter um fim de semana para descansar e eu não!

Está decidido, vou deixar de informá-los que estou de folga!

Isto para vos dizer que, com tanta coisa que me arranjaram para fazer, fiquei quase sem tempo nenhum para ir ao ginásio. Então, sexta feira almocei e buca para o ginásio. Tinha 2 horas para lá estar e a seguir já tinha 1000 coisas para fazer. Portanto, cheguei, corri 3 km (30 minutos de corrida, velocidade 6,8) , fiz máquinas, banho turco, tomei banho e saí. Comecei a ficar super mal disposta, com vontade de vomitar mas sem conseguir. Dôr de cabeça.... Tinha-me parado a digestão. Nessa noite nem comi. No dia seguinte, manteve-se a dôr de cabeça e a má disposição. Fui trabalhar das 3 as 22h30 neste estado. Quase nem comi o dia todo. Domingo a mesma coisa. Hoje já me sinto um pouco melhor mas ainda tenho um peso na cabeça. Fonix! Eu já devia ter idade para ter juizo não é? Quer dizer, toda a gente sabe que a seguir ao almoço não se vai para o ginásio!

A parte boa é que, agora a comer tão pouco e de dieta, devo estar a pesar uns 48 kg. O que é fixe para quem tem 1,61 como eu. Tal como dizia Coco Chanel "Nunca se é nem demasiado rico nem demasiado magro". Como me falta o guito, ao menos que mantenha a elegancia.


Afinal uma paragem digestiva de vez em quando nunca fez mal a ninguém:).


E deixo-vos com uma foto minha e da gata Margarida.