sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

2012

2012 está quase no fim e bem posso dizer que foi o ano que mais lições de vida me deu. Posso mesmo fazer  pequena listinha das coisas que aprendi. E posso até dizer que nunca mais serei a mesma gata depois deste ano.
Aprendi a ver o mundo de outra forma. Nunca me tinha apercebido que nada, mesmo nada,  neste mundo é cor de rosa.
Aprendi que as pessoas não gostam de ver o sucesso dos amigos. Há excepções e eu tenho, algumas de que me orgulho. Pelo menos esta lição serviu para eu saber quem é, de facto, meu amigo. Regra geral as pessoas são más, invejosas e se puderem dificultam-nos o acesso a meios que nos podem facilitar a vida. Principalmente se nos conhecem. Se já foram nossos colegas não vale nem a pena pedir ajuda. O lema é " não hás-de chegar mais longe que eu." É triste. E logo eu que nunca quis ser dona de nada. Abri a empresa por pura necessidade. Uma questão de sobrevivência  mesmo. E, claro, tenho que sonhar alto. Não pode ser de outra forma caso contrário sou apenas mais uma, e a concorrência é grande.

Aprendi que nunca vou estar sozinha. A minha família vai estar sempre aqui para mim. 

Aprendi que há tanta coisa mais importante que aquilo que eu achava que era imprescindível.

Aprendi a vencer as dificuldades e a construir aprendizagem com os fracassos.

Aprendi a controlar os meus sentimentos. E esta foi a aprendizagem que mais equilíbrio me veio trazer. Mas também me tornou mais fria. Aprendi da pior forma. Perdendo o controle. Sofri por não poder tornar viável o que na altura queria. Racionalizei o que deveria ser irracional. Reflecti e revivi situações que me haviam tornado a vida num caos num passado não muito distante e conclui que de forma alguma queria isso de volta na minha vida. Finalmente, out of nowhere,  tornei-me insensível ao sentimento de outros. Por um lado esta transformação tornou-me equilibrada. Agora sou capaz de, simplesmente não sentir. O que é bom porque me dá o poder de controlar a minha vida sentimental como nunca antes.

Aprendi que gosto muito mesmo de estar comigo mesma. Tornei-me boa companhia. O que faz com que, provavelmente outros gostem, também de estar comigo.Afinal, sempre fui muito exigente.

Aprendi, embora soubesse já, mas  na prática, que estamos sempre, sempre a aprender coisas novas.

Coisas que NUNCA mais me vão acontecer:

- Nunca mais vou ter um homem em casa a deixar roupa espalhada no chão da casa de banho, a deixar loiça suja na cozinha, a pedir-me dinheiro e nunca mais pagar, a deixar comida espalhada pela sala.
- Nunca mais irá existir NO MUNDO um homem capaz de me fazer chorar
- Nunca mais me irei deixar manipular por gajo nenhum
- Nunca mais na vida irei contratar ninguém para me fazer um site
- Nunca mais irei pagar a um Webdesigner para me fazer NADA
- Nunca pagarei por publicidade na internet


E pronto, este foi o meu ano de 2012