quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

2012 - ESSE ANO DE ESTRANHAS ENERGIAS

Não há mesmo duvida que 2012 foi um ano mágico.

Algo fez com que as energias cósmicas convergissem  no sentido de revelar personalidades quase até mesmo à meia noite do ultimo dia do ano.

Foi quase como se conseguisse olhar para as pessoas e ver a sua verdadeira natureza, como penso, e quase desejo, nunca mais vir a ver na  vida.

Não é uma sensação boa, afinal, saber o que vai na alma e quais as intenções de uma pessoa mal intencionada. A partir do momento em que sabemos o que vem a seguir existem duas reacções possíveis:


1- Invade-nos uma tremenda angustia e raiva, por saber que andámos a ser gozados imenso tempo e que o tal sentimento dúbio que nos invadia na presença de tal criatura devia ter sido levado em conta desde o primeiro momento.

2 - Nasce do fundo do ser uma imensa vontade de rir da cara de paspalho de quem nos quer dar a volta indecentemente com a cantiga do bandido. Ou seja, a vontade que se tem de dizer " oh meu grande imbecil, mas ainda não arranjaste uma história melhor para contar? Não vês que essa já eu sei de trás para a frente?", é tão grande que quase se torna impossível reter o vernáculo prestes a sair. Em vez disso abanamos a cabeça em tom de compreensão  dando a entender ao fétido animal, que entendemos o seu posicionamento, mas...daqui não levas NADA!

Como já se vem tornando hábito ao longo da minha existência, tive o "prazer" de experimentar ambas as reacções.

Acabei o ano em grande. Com todas as revelações que faltavam para 2013 começar em "big style", sem duvidas  nem  situações dúbias.

E sim, devo confessar que, desta vez, me pus a jeito. Mas ainda bem!

Lá porque sou uma felina de pêlo brilhante e  ar irresistível, qual Bastet, deusa do Nilo, tenho sentimentos...Ora!!!! :-)

Sem comentários: